Fermento natural de kefir

O pão com esse fermento leva mais tempo para ser feito, mas reduz o índice glicêmico, facilita a digestão, pode ser armazenado por mais tempo…e, uma vez produzido o fermento, é só alimentá-lo!

Ingredientes e procedimentos:

Farinha de trigo integral, se possível orgânica! Cuidado, não use aquelas misturas para pão!

Iogurte de kefir

Antes de passar para a etapa seguinte, observe se o fermento dobrou de tamanho, pois a temperatura influencia no tempo de fermentação. Se a massa ficar muito seca, adicione um pouco mais de kefir ou água, conforme a fase.

Primeiro ato:

Em um copo ou outro recipiente de vidro, misture 5 colheres de sopa (sempre rasas) de farinha de trigo integral com 6 colheres de sopa cheias de iogurte de kefir. Cubra o fermento com filme plástico e faça um furinho pequeno para o fermento respirar. Mexa a massa com uma colher de madeira 3 vezes durante o período de 24h.

fer-kef-1

Segundo ato:

Adicione mais 4 colheres de farinha de trigo integral e 3 colheres de kefir. Mexa umas 3 vezes no período de 24h.

fer-kef-2

Terceiro ato:

Misture 7 colheres de farinha e 4 de kefir. Cubra e mexa como nas etapas anteriores.

Quarto ato:

Divida o conteúdo da terceira fase em 2 partes. Adicone, para cada parte, 9 colheres rasas de farinha e 3 colheres de kefir. Misture bem, formando uma massa mais dura. Esta fase demora um pouco mais, dependendo do clima.Cubra e mexa como nas etapas anteriores.

fer-kef-3

Quinto ato: a obra da natureza!

divida a metade da massa e adicione 2 xícaras de farinha e 1 de água mineral sem gás ou filtrada sem cloro. A massa precisa ficar maleável, mas firme. Coloque em um recipiente e deixe dobrar de tamanho. Quando concluir esta etapa, seu fermento estará pronto para ser usado. Você pode guardá-lo na geladeira, sempre coberto com filme plastico com furinho. Uma vez por semana, alimente o fermento com  1 parte do fermento velho + 3 partes de trigo integral + 2 partes de água filtrada. Deixe crescer fora da geladeira e, quando tiver dobrado de tamanho, leve para a geladeira novamente.

fermento-de-kefir

Pra fazer o pão, use uma colher de sopa de fermento para cada 1 xícara de farinha, sempre espere o pão dobrar de tamanho antes de colocar no forno, asse em forno médio para que fique crocante por fora e bem assado por dentro. O pão fica com um sabor um pouquinho azedo. Meu filho disse que parece “pão com queijo”! O pão abaixo foi feito com 100% de farinha integral e grãos, ou seja, um pão pesado que não cresce muito!

pao-fermentacao-natural

13 comentários sobre “Fermento natural de kefir

  1. Tive msm dúvida que a Juli, sugiro que vc edite o quinto ato porque nem todos lêem os comentários antes de seguir as orientações. Também fiquei em dúvida sobre o que fazer o com a sobra da última etapa. Acabei transformando na massa para pão tipo chapata (acrescido de sal e ghee), o que resultou numa massa incrível, maleável e levemente ácida. Obrigado por compartilhar sua experiência. Obs: fiz o fermento com o soro e não com o iogurte!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Marcelo, obrigada por compartilhar as sugestões! Fiquei super curiosa com a descrição do pão chapata! Deve ter ficado maravilhoso! A combinação da acidez com a doçura da ghee. Sensacional!
      Experimentarei o fermento com o soro!! Ótima ideia!

      Curtir

  2. olá, tenho algumas dúvida na parte da divisão.
    eu divido a massa em dois, como segue a receita, o que faço com a outra parte?
    também não intendi como faço para manter fermento ativo?
    eu guardo na geladeira o que sobrou após fazer o pão.
    depois eu alimento a cada uma semana com o fermento velho?
    não entendi isso, qual é o fermento velho?
    é a parte que foi dividida?
    tenho dúvidas nisso.

    Curtir

    1. Olá!

      Ao dividir, vc pode alimentar as partes conforme indicado e distribuir o fermento para os amigos, pois terá muito ao final do processo ou descarta fazendo um chapati (pão indiano), biscoitos…
      Para manter o fermento ativo, vc guarda uma parte na geladeira e, uma vez por semana, vc retira da geladeira e acrescenta a farinha e a água, conforme indicado, para alimentar as bactérias. Deixe o fermento dobrar de tamanho fora da geladeira e, depois volte a guardá-lo.
      O fermento velho é uma parte de todo esse processo realizado, pois uma parte vc usa para fazer o pão e a outra vc guarda na geladeira para não precisar repetir todo esse procedimento novamente. Só precisa alimentar a base semanalmente.
      Abração!

      Curtir

      1. Para quem não faz pão semanalmente, sugiro congelar a parte que sobra. Quando descongelar, repetir o processo de alimentação do fermento (água e farinha integral) por cerca de 4h em temperatura ambiente, antes de usar, funciona bem.

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s